Política

"Não funciona", diz Marcelo Queiroga sobre passaporte de vacinação

Para o ministro da Saúde essas leis de obrigatoriedade dividem a sociedade brasileira, onde o maior inimigo é novo coronavírus.
08/10/2021 15h33 - atualizado

Na manhã desta sexta-feira (08), durante visita às obras da nova maternidade de Teresina, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, criticou a obrigatoriedade do passaporte da vacina.

No Brasil, o Piauí e alguns outros estados passaram a exigir o comprovante de vacinação para eventos em locais fechados e com mais de 200 pessoas.

  • Foto: Divulgação/FacebookMinistro da Saúde, Marcelo Queiroga.Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Segundo o ministro, essas leis de obrigatoriedade dividem a sociedade brasileira, onde o maior inimigo é novo coronavírus.

“Acho essa história de lei para obrigar qualquer coisa um absurdo, porque não funciona. As pessoas devem aderir às recomendações sanitárias. Agora ficam criando essas cortinas de fumaça para dividir a sociedade brasileira, quando nós precisamos é de união contra o nosso inimigo que é o vírus”, disse Marcelo Queiroga à imprensa.

  • Foto: Divulgação/FacebookMarcelo Queiroga ao lado de Ciro Nogueira na visita a maternidade de Teresina.Marcelo Queiroga ao lado de Ciro Nogueira na visita a maternidade de Teresina.

Queiroga ressaltou ainda que é necessário conscientizar a população acerca da importância da campanha de imunização e que será o ministro que vai pôr fim ao caráter pandêmico.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web