Política

No Piauí, Jair Bolsonaro diz que pode retornar ao Progressistas

O presidente destacou que o convite foi feito pelo senador Ciro Nogueira, atual presidente da sigla.
20/05/2021 14h04 - atualizado

Nesta quinta-feira (29), o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) durante discurso na solenidade de inauguração da ponte que liga Santa Filomena (PI) a Alto Parnaíba (MA), falou sobre o retorno ao estado e de política, dentre outros assuntos.

Na oportunidade, Bolsonaro rebateu as críticas de partidos da oposição sobre o valor do auxílio emergencial.

  • Foto: TV BrasilJair Bolsonaro durante solenidadeJair Bolsonaro durante solenidade

"Grande parte dos brasileiros vivem da informalidade, não tem carteira assinada, e foram esquecidos por esses que mandaram fechar o comércio e destruíram milhões de empregos. Mas a nossa obrigação não é brigar, é buscar solução”, frisou.

O presidente agradeceu aos senadores Ciro Nogueira (Progressistas), Marcelo Castro (MDB), Emano Férrer (Progressistas), e também ao senador maranhense Roberto Rocha (PSDB), além de distribuir elogios ao ministro da infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas.

Bolsonaro destacou convite feito pelo senador Ciro Nogueira, presidente nacional da sigla, e confirmou a possibilidade de se filiar ao Progressistas para disputar a eleição presidencial em 2022.

“Fui do partido Progressistas por muito tempo, Ciro Nogueira quer que eu retorne ao partido Progressistas, quem sabe. Se ele for bom de papo, quem sabe a gente retorne pra lá. Não estou me fazendo de difícil, é um grande partido”.

Jair Bolsonaro ressaltou que está ciente do desemprego no país e falou sobre o fechamento de atividades comerciais, prática adotada por governadores durante a pandemia, que segundo ele, ocasionaram o aumento do desemprego no país.

“O emprego é tão ou mais importante. E a nossa preocupação é lutar por ele, do que lutar contra o vírus, mas isso está ficando pra trás, a gente pede a Deus que brevemente nós venhamos a ficar livre desse maldito vírus. Nós temos que enfrentar os problemas”, ressaltou.

Mais na Web