Piauí

OAB-PI acompanhará operação do Gaeco em São Raimundo Nonato

O advogado Marcus Nogueira estará na cidade para acompanhar, in loco, as investigações, analisar o processo e tomar as medidas cabíveis.
16/05/2019 19h05 - atualizado

Nesta quinta-feira (16), a Comissão de Defesa das Prerrogativas dos Advogados (CDPA) da OAB Piauí, presidia pelo advogado Marcus Vinicius Nogueira, esteve acompanhando o cumprimento dos mandados de busca e apreensão nos escritórios e domicílios de advogados alvos da operação “Coiote ”, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), nas cidades de Teresina e São Raimundo Nonato.

Amanhã (17), o presidente Marcus Nogueira estará na cidade de São Raimundo Nonato para acompanhar, in loco, as investigações, analisar o processo e tomar as medidas cabíveis.

  • Foto: Divulgação/MPPIOperação CoioteOperação Coiote

“Fomos informados pelo coordenador da GAECO, promotor Rômulo Cordão, por meio de ofício e amanhã nos reuniremos com os envolvidos e, em seguida, com o juiz da Comarca para que possamos adotar as providencias necessárias”, informou o presidente Nogueira.

Sobre a Operação

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), de responsabilidade do Ministério Público do Piauí (MP-PI), deflagrou a Operação Coiote e cumpriu mandados de busca e apreensão em cinco escritórios de advocacia na região de São Raimundo Nonato, suspeitos de aplicarem golpes em idosos aposentados e instituições bancárias.

De acordo com informações divulgadas pelo GAECO, aposentados com empréstimos bancários eram aliciados por advogados a entrarem com ações no Juizado Especial de São Raimundo Nonato, pedindo anulação dos empréstimos alegando que não teriam autorizado o desconto dos valores, mesmo quando os empréstimos eram realizados por vontade própria.

Mais na Web