Polícia

Operação Bisturi investiga médico e técnico em enfermagem em Teresina

A polícia informou que o grupo investigado agia na agilização de cirurgias de pacientes que pagavam altos valores, além de indícios de fraude da documentação utilizada para justificar os procedimentos
15/09/2021 12h34 - atualizado

Na manhã desta quarta-feira (15), a Polícia Civil do Piauí, através da Delegacia de Combate à Corrupção (DECCOR), deflagrou a Operação Bisturi, que investiga denúncias de cobrança indevida de valores para realização de cirurgias em hospitais públicos em Teresina.

Segundo a Polícia Civil, o objetivo da operação é dar cumprimento a três mandados de busca e apreensão.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraPolícia CivilPolícia Civil

De acordo com a polícia, os mandados foram cumpridos nas residências de um médico cirurgião e de um técnico em enfermagem, e em uma pensão no centro da capital.

A polícia informou que o grupo investigado agia na agilização de cirurgias de pacientes que pagavam altos valores, além de indícios de fraude da documentação utilizada para justificar os procedimentos.

Os alvos da operação poderão responder por associação criminosa e corrupção passiva e devem prestar depoimentos nos próximos dias.

De acordo com a polícia, foi feito o pedido de afastamento de dois servidores públicos até que a investigação seja concluída.

Mais na Web