Polícia

Operação da PF cumpre mandados na sede da Dimensão Distribuidora

A ação faz parte da “Operação Onzema”, que investiga fraude em processos licitatórios e superfaturamento em contratos públicos firmados pela Fepiserh e pela Sesapi.
14/01/2021 09h56 - atualizado

Na manhã desta quinta-feira (14), a Polícia Federal (PF) e Controladoria Geral da União (CGU-PI), cumpriram mandados de busca e apressarão na sede da empresa Dimensão distribuidora, na zona Sul de Teresina. A ação faz parte da “Operação Onzema”, que investiga fraude em processos licitatórios e superfaturamento em contratos públicos firmados pela Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh) e pela Secretaria de Saúde do Estado do Piauí (Sesapi).

De acordo com a Polícia Federal, além dos mandados cumpridos na sede da empresa, foram cumpridos mandados na Prefeitura de Bom Jesus, na cidade de Princípio do Piauí, em uma casa e em uma empresa que não foi divulgada na cidade de Picos, em Timon, e na sede da Fepiserh.

  • Foto: Divulgação/PFPF cumpre mandados na empresa FepiserhPF cumpre mandados na empresa Fepiserh

Conforme a PF, a empresa investigada fez a venda de máscara N95, máscara cirúrgica descartável, entre outros, com um valor de até 500% maior do que foi definido na nota técnica 05 da CGE-PI. Na auditoria realizada pelo TCE-PI na sede da Sesapi, foi constatado ainda a compra de testes rápidos para a Covid-19 classificados como “não conformes” pela Anvisa.

A estimativa é que as contratações superfaturadas podem chegar a R$ 5,5 milhões pela Fepiserh, e pela Sesapi na ordem de R$ 30 milhões, e foi constatado que houve um prejuízo aos cofres federais de quase R$ 20 milhões devido a contratos firmados pela Fepiserh e Sesapi.

Mais na Web