Piauí

Padre Alcindo Saraiva é expulso da Diocese da cidade de Campo Maior

O ato administrativo foi realizado na presença dos consultores da Diocese de Campo Maior, nessa terça-feira (05).
06/10/2021 18h10 - atualizado

Na manhã dessa terça-feira (05), o padre Alcindo Saraiva Martins, foi expulso do Estado Crerical e dispensado pelo bispo Dom Francisco de Assis, da Diocese de Campo Maior.

O ato administrativo foi realizado na presença dos consultores da Diocese de Campo Maior, padre Gilcimar Machado e padre Luis Francisco Fonseca, que assinaram o decreto com o bispo diocesano.

  • Foto: Divulgação/FacebookPadre Alcindo SaraivaPadre Alcindo Saraiva

No decreto é pontuado que, após uma oração, foi feita breve síntese do processo e em seguida, apresentado na letra da lei canônica.

‘’ Demissão do estado clerical e dispensa do sagrado celibato e das obrigações conexas à Sagrada Ordenação do senhor. Alcino Saraiva Martins, ex clérigo dessa circunscrição eclesiática, com supremo e inapelável decisão, contra qual não é possível qualquer recurso’’, diz o documento.

  • Foto: DivulgaçãoDocumento de expulsão do padre Alcino SaraivaDocumento de expulsão do padre 

Alcindo Saraiva era pároco da Paróquia de Nossa Senhora e chanceles da Diocese de Campo Maior.

Sobre o caso

No mês de outubro de 2020, a Diocese de Campo Maior informou que havia a suspeita de que o então padre Alcindo Saraiva Martins, pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, poderia ter engravidado uma jovem e induzido a mulher a fazer um aborto.

De acordo com a jovem, ela mantinha um relacionamento com o então sacerdote desde julho de 2020.

Durante conversa, o padre confirmou o envolvimento, mas as especulações de que ela estava grávida foram desmentidas pela Diocese, que afirmou também que a jovem teria articulado a situação para ter um relacionamento com o padre.

Mesmo tendo sido descartada a possibilidade de gravidez e do aborto, a diocese absteve o padre Alcindo Saraiva de todas suas funções enquanto sacerdote.

Mais na Web