Coronavírus no Piauí

Pai de santo Hadilton de Yansã morre de Covid-19 em Teresina

Como a morte foi em decorrência do novo coronavírus, não houve velório e o corpo saiu do hospital para o sepultamento, que ocorreu na manhã desta sexta-feira (1º).
01/01/2021 12h05 - atualizado

O pai de santo e líder espiritual, Hadilton de Yansã, 55 anos, morreu vítima da Covid-19 na noite dessa quinta-feira (31), na cidade de Teresina.

Hadilton foi diagnosticado com o novo coronavírus há cerca de 20 dias, logo depois da festa de Santa Bárbara, evento que tradicionalmente realiza na capital.

O estado de saúde do pai Hadilton se agravou e ele foi intubado após ser transferido de um hospital particular para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde seu quadro vinha sendo acompanhado com cautela.  Ele chegou a fazer hemodiálise, devido a complicações nos rins. Também possuía comorbidades, como diabetes e hipertensão.

No final de novembro, o babalorixá esteve à frente das comemorações dos 40 anos do terreiro ILÊ OYÁ TADÊ, Casa da Coroa de Yansã. A data foi celebrada com uma programação religiosa e cultural que contou com exposições, novenas, alvorada e confraternização entre seguidores e admiradores dos cultos afro-brasileiros.

  • Foto: Arquivo PessoalPai de santo e líder espiritual, Hadilton de Yansã.Pai de santo e líder espiritual, Hadilton de Yansã.

O pai de santo formou mais de 200 filhos no Piauí, administrava um dos terreiros de Umbanda e Candomblé mais conhecido no estado, no bairro Itaperu.

Pai Rondinele, que se formou no terreiro de Hadilton de Yansã em 1991, disse que o babalorixá é uma referência no estado, e que as religiões de matrizes africanas e brasileiras estão de luto.

Como o pai de santo morreu em decorrência do novo coronavírus, não houve velório e o corpo saiu do hospital para o sepultamento, que ocorreu por volta das 9h da manhã desta sexta-feira (1º), no cemitério São José.

Mais na Web