Polícia

Paulinho da Força é indiciado em operação da Polícia Federal

De acordo com a Polícia Federal, o deputado foi indiciado pelos crimes de falsidade ideológica eleitoral, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
02/10/2020 14h20 - atualizado

Nesta sexta-feira (02), a Polícia Federal (PF) indiciou o deputado federal Paulinho da Força (SD-SP) na primeira fase da Operação Lava-jato, com a conclusão do inquérito da Operação Dark Side, e ele deve responder pelos crimes de falsidade ideológica eleitoral, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com a Polícia Federal, o deputado federal Paulinho da Força pode cumprir penas de 3 a 12 anos de prisão pelos crimes que é indiciado. As investigações apontaram suspeita de caixa dois em campanhas eleitorais, além de contar com o apoio da delação premiada de executivos do grupo J&F.

Ainda segundo a PF, o deputado Paulinho da Força teria recebido R$ 1,7 milhões de caixa dois. Durante buscas realizadas pela polícia no gabinete, no apartamento e na Força Sindical, o parlamentou afirmou que as contas das campanhas foram aprovadas pela Justiça Eleitoral.

Mais na Web