Coronavírus no Piauí

Piauí registra 118.349 casos e 2.486 mortes pela Covid-19

Segundo a Sesapi, dos 617 casos confirmados da doença, 342 são mulheres e 275 homens, com idades que variam de oito meses a 89 anos.
10/11/2020 19h25

Nas últimas 24 horas foram registrados, no Piauí, 617 casos confirmados e quatro óbitos pela Covid-19, segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta terça-feira (10).

Segundo a Sesapi, dos 617 casos confirmados da doença, 342 são mulheres e 275 homens, com idades que variam de oito meses a 89 anos.

A secretaria de saúde informou que quatro homens não resistiram às complicações da Covid-19. Elas eram naturais de Avelino Lopes  (69 anos), Monsenhor Gil (80 anos), Simplício Mendes (58 anos) e Teresina (69 anos). Todas as vítimas possuíam comorbidades. 

Os casos confirmados no estado somam 118.349 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 2.486 e foram registrados em 192 municípios. Até agora, morreram 1.441 homens e 1.045 mulheres. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há 459 ocupados, sendo 282 leitos clínicos, 168 UTIs e nove leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 5.994 até o dia 10 de novembro.

A Sesapi estima que 115.404 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

Sesapi cria Grupo de Trabalho para melhoria no atendimento da maternidade

O Governo do Piauí informou que para melhor o atendimento, a Maternidade Dona Evangelina Rosa vai montar um grupo de trabalho com a participação do Conselho Regional de Medicina, com a direção do hospital, Sesapi e do Ministério Público do Estado (MPPI).

Segundo o superintendente de Organização do Sistema de Saúde, Jefferson Campelo, a gestão tem conhecimento que a maternidade está sobrecarregada. “Neste grupo, vamos analisar todos os detalhes e tratar não só da ampliação, mas também de mudanças de processos, aprimoramento da gestão, redução de desperdício e, sobretudo, trabalhar a regulação, envolvendo também a Fundação Municipal de Saúde”, afirma o superintendente.

Conforme o Estado, a Maternidade Dona Evangelina Rosa desde o início da pandemia vem realizando um trabalho no combate à Covid-19, e a unidade de saúde foi uma das primeiras do estado a testar acompanhantes, pacientes e funcionários. Já foram recuperadas mais de mil pacientes infectadas pelo coronavírus na maternidade, que destacou alas exclusivas para esse tratamento. A unidade de saúde conta com 20 leitos clínicos e 12 de unidades de terapia intensiva (UTIs), além de dois leitos de estabilização.

Mais na Web