Piauí

Piauí registra abertura de 5.821 novas empresas em 2020

Os municípios de Teresina, Parnaíba, Picos, Floriano e Bom Jesus foram os que mais tiveram empresas abertas em 2020.
  • LAÍS VITÓRIA
08/02/2021 14h50 - atualizado

A Junta Comercial do Estado (Jucepi), apontou o registro de aberturas de 5.821 empresas em 2020 no Piauí. O número representa uma queda de 0,29% com relação a 2019 no qual foram registradas 5.838 empresas.

O saldo é positivo em 56,77%, mesmo com essa pequena diferença entre os anos, em 2020. Quando comparado com o número de empresas fechadas (2.516) no estado. O total de empresas ativas no Piauí é de 234.862. Os municípios de Teresina, Parnaíba, Picos, Floriano e Bom Jesus foram os que mais tiveram empresas abertas em 2020.

  • Foto: Divulgação/JucepiJunta Comercial do Piauí (Jucepi).Junta Comercial do Piauí (Jucepi).

Das empresas abertas, 84,09% estão enquadradas no porte de microempresa, ou seja, faturam até R$ 360 mil por ano; 10,98% são empresas de pequeno porte que faturam até R$ 4,8 milhões anuais e 4,93% são empresas não enquadradas no regime do Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.

A presidente da Jucepi, Alzenir Porto, avalia como positivo os dados de aberturas em um ano marcado pela pandemia da Novo Coronavírus e destaca que o tempo médio de registro foi de 12h e todas as empresas foram abertas de forma online no portal Piauí Digital.

“Por se tratar de um ano tão difícil como foi 2020, o número de abertura de empresas quase empatou com 2019, com uma diferença muita pequena de 0,29%. Com isso, não tivemos um crescimento, mas também não foi uma grande perda comparando o número de fechamentos no ano”, explica a gestora.

Segundo o levantamento da Jucepi, as atividades econômicas que mais se destacaram foram: comércio, saúde, atividades profissionais, construção e alimentação.

 “O Piauí Digital funciona 24h para o protocolo de processos e garante o funcionamento integral da Jucepi. De casa, nossos analistas trabalharam para entregar os processos no menor tempo possível. Além disso, a automação do registro ganhou força e conferiu celeridade às análises”, afirma a presidente.

Mais na Web