Polícia

PM acusado de matar Samuel Borges é expulso da polícia do Maranhão

De acordo com o secretário Jefferson Miler Portela e Silva a exclusão do soldado se deve ao “bem da disciplina”.
06/05/2021 11h01 - atualizado

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA), expulsou dos quadros da Polícia Militar, o soldado Francisco Ribeiro dos Santos Filho, acusado de matar o cabo da PM-PI, Samuel Borges,  em Teresina.

A decisão foi assinada pelo secretário, Jefferson Miler Portela e Silva, no dia 26 de abril e publicada no Diário Oficial do Estado de 30 de abril.

  • Foto:Divulgação/FacebookFrancisco Ribeiro dos Santos FilhoFrancisco Ribeiro dos Santos Filho

De acordo com o secretário, a exclusão do soldado se deve ao “bem da disciplina”. Em audiência realizada, no dia 9 de outubro de 2019, o juiz Antônio Reis de Jesus Nollêto, da 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri, havia determinado a soltura de Francisco.

O caso

Samuel foi assassinado a tiros durante uma discussão no dia 01 de ferreiro de 2019. O caso aconteceu no cruzamento das ruas Cândido Ferraz com Verbenas, no bairro São Cristóvão, na zona Leste de Teresina.

  • Foto: DivulgaçãoSamuel Borges, policial militar mortoSamuel Borges, policial militar morto

Conforme a Polícia Militar, uma discussão de trânsito teria motivado a briga entre os dois homens, que são policiais do Maranhão e do Piauí. Segundo informações da polícia, a vítima estava indo deixar o filho na escola quando a discussão teria começado.

Mais na Web