Polícia

PM deflagra Operação Natal e Ano Novo Seguro 2020 no Piauí

Segundo o secretário de Estado de Segurança, coronel Rubens Pereira, o reforço policial contará com 100 policiais militares, além da Polícia Civil.
14/12/2020 10h25 - atualizado

Lançamento da Operação Natal Seguro 2020

Na manhã desta segunda-feira (14), foi lançada pela Polícia Militar do Piauí a Operação Natal e Ano Novo Seguro 2020, com o objetivo de aumentar o policiamento nas regiões de comércio de Teresina. O reforço do policiamento contará com um efetivo de 100 policiais militares na capital, além do efetivo da Polícia Civil nas investigações policiais.

“Em torno de serviço serão 100 policiais militares que estarão envolvidos, além desses 100 nós temos a Polícia Civil na sua atividade de investigação de polícia para também coibir, através de um efeito pedagógico, investigando e prendendo aquelas pessoas que resistem e teimam em não atender a vontade da população de tranquilidade e de paz”, informou o secretário de Segurança, coronel Rubens Pereira.

O secretário Rubens Pereira, informou ainda que a operação que está sendo desencadeada hoje na capital também ocorrerá nas regiões do interior do Piauí.

“O que nós queremos com isso é reduzir os indicadores de furtos e de roubos, aqueles crimes patrimoniais, as infrações patrimoniais que são muito comuns nessa época no comércio. Aumentando também a sensação de segurança, nós iremos também melhorar o comércio, a economia, de fazer girar o comércio”, ressaltou.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Lindomar Castilho, o reforço policial estará especialmente nos grandes centros comerciais da capital, no centro de Teresina, na região dos Shoppings e Dirceu, dentre outros.

“A ideia é que as viaturas não saiam para ocorrências que tenham que levar pra distrito e ficar aquela área desguarnecida. Então deixar o que tem hoje do cotidiano, o ordinário e ter policiamento que vai ficar lá fazendo esse patrulhamento em atendimento ao comércio e às pessoas que estão circulando nesse momento. Queremos que isso não ocorra mais, porque a ideia é exatamente essa, ter policiamento todos os dias”, reforçou o comandante-geral da Polícia Militar.

Mais na Web