Polícia

PM prende irmãos envolvidos em assalto a bancos em Campo Maior

Delson Ferreira de Moura e Demilson Ferreira de Moura foram presos pela Força Tática acusados de envolvimento com quadrilha que assaltou bancos em Campo Maior.
10/05/2019 08h30 - atualizado

Na noite dessa quinta-feira (09), no município de Inhuma, equipes da Força Tática de Valença do Piauí prenderam dois irmãos, identificados como Delson Ferreira de Moura, de 29 anos, e Demilson Ferreira de Moura, de 26 anos, acusados de envolvimento com a quadrilha que explodiu duas agências bancárias em Campo Maior.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI), os irmãos teriam cedido uma chácara de sua propriedade para o líder da organização criminosa, Paulo Santos, orquestrar todo o plano do crime.

  • Foto: Divulgação/SSP-PIDelson Ferreira de Moura e Demilson Ferreira de Moura foram presos em Valença.Delson Ferreira de Moura e Demilson Ferreira de Moura.

“Após localizarmos a propriedade e apreendermos o veículo modelo Corolla roubado em Teresina e os demais artefatos utilizados para explosão aos bancos, continuamos as diligências em busca de mais pessoas envolvidas no crime”, disse o sargento Ranier, da PM de Valença.

A Força Tarefa chegou até o endereço onde os acusados estavam escondidos após uma intensa investigação, que constatou ainda um grau de parentesco dos irmãos com o líder da quadrilha, Paulo Santos, morto durante confronto com policiais na cidade de Barras.

“Eles haviam fugido da localidade Conceição, zona rural de São João da Canabrava e estavam escondidos na residência de uma tia em Inhuma”, frisou o capitão Santos, comandante da 2ª Companhia Policial Militar de Valença.

Questionado pela PM, Demilson Ferreira confessou aos policiais que receberia uma compensação financeira pela cessão da casa e ajuda na logística.

  • Foto: Divulgação/SSP-PIA PM apreendeu uma série de explosivos na casa dos irmãos.A PM apreendeu uma série de explosivos na casa dos irmãos.

Após a prisão, as equipes retornaram à localidade Sítio Velho, onde encontraram no entorno da propriedade alguns explosivos, um rádio comunicador, cordel detonante e rojões onde os criminosos retiravam a pólvora para montagem do explosivo.

Todo o material apreendido, bem como a dupla, foi apresentado na Delegacia Regional de Polícia Civil em Valença.

Mais na Web