Polícia

PM prende suspeito de matar homem a pauladas em Campo Maior

De acordo com informações da Polícia Militar, a prisão aconteceu na manhã desta quinta-feira (25), na cidade.
25/11/2021 19h37 - atualizado

Na manhã desta quinta-feira (25), um homem identificado como Edmar, de 58 anos, foi preso suspeito de matar a pauladas Luciano, de 48 anos, no município de Campo Maior, no Piauí.

Conforme informações repassadas ao Viagora, pelo major Etevaldo da Polícia Militar de Campo Maior, os polícias foram informados por volta de 10h, que o suspeito estaria em um bar no centro da cidade. Ao chegar até o local os policiais localizaram Edmar que apresentava sinais visíveis de que estaria sob uso de entorpecente.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraPolicia MilitarPolicia Militar

 “Nos demos voz de prisão, inclusive nós estávamos em diligências, quando recebemos telefonema informando de que o Edmar estaria em um bar no centro da cidade, quando nos chegamos ao bar ele realmente se encontrava ainda com sinais visíveis de que teria usado algum entorpecente e aí nós demos voz de prisão”, explica o PM.

Ainda segundo o PM, ao ser efetuado voz de prisão o suspeito confessou o crime e afirmou que teria sido após uma discussão com a vítima que teria lhe ameaçado de morte durante esta madrugada quando se reuniram na casa de Edmar.

“Ele confessou o crime de imediato, disse que tinha usado um cabo de uma enxada que houve uma discussão entre eles. Eles se reuniram para usar drogas por volta de 02h da manhã e nesse local, onde o Edmar mora, o corpo foi encontrado lá bem no terreiro da casa. E nessa discussão a vítima ameaçou de matar ele, então o Edmar pegou o cabo de uma enxada e desferiu os golpes na cabeça dele”, afirma.

Segundo o major Etevaldo, a Polícia Militar foi informada nesta quinta por volta de 07h, de que um corpo havia sido encontrado as margens do Rio Surubim localizado próximo ao bairro de Flores.

Ainda de acordo com o major, a PM esteve no local e encontrou Luciano já sem vida, ele apresentava ferimentos na região da cabeça e ao lado do seu corpo havia um pedaço de madeira.

“Foi encontrado em um terreno bem ao lado do Rio, então nos deslocamos nossas equipes para o local, lá os policiais constataram o óbito da vítima, ainda acionaram o SAMU, mas foi constatado o óbito a pessoa estava com ferimento na cabeça e ao lado do corpo tinha um pedaço de madeira”, explica o PM.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada para comparecer ao local. O Instituto Médico Legal (IML) e a perícia também estiveram no local para realizar as diligências.

Os policiais foram informados por uma testemunha de que o acusado era conhecido e passou a madrugada no local do crime. Ele afirmou para a testemunha que teria matado Luciano após discussão, mas não queria que a Polícia Militar fosse acionada.

“Montamos a equipe para fazer a diligências para tentar localizar o acusado desse crime porque uma testemunha informou para a polícia Militar que  o acusado era conhecido e que teria passado de madrugada nas mediações, no local do crime e teria dito que teria matado a vítima e houve uma discussão, só que ele pediu para não avisar a polícia, mas ai essa testemunha quando foi pela  manhã avisou a polícia militar”, relatou.

O major  informou que o acusado e a vítima já eram conhecidos pelos moradores de Campo Maior.

“Tanto o acusado quanto a vítima são usuários de droga, vivem pelas ruas de campo maior, apesar da idade eles são conhecidos aqui, convivem praticamente na rua, ingerindo bebia alcoólica”, afirma.

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito foi autuado e encaminhado a Delegacia do Município para os procedimentos cabíveis.

Mais na Web