Polícia

Polícia indicia 10 pessoas pelas mortes de adolescentes em Timon

Segundo a Polícia Civil do Maranhão, até essa segunda-feira (19) seis pessoas haviam sido presas, sendo todas mulheres, no entanto, quatro pessoas continuam foragidas.
20/07/2021 17h15

Dez pessoas foram indiciadas pela pela Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia de Homicídios de Timon, por envolvimento na morte de duas adolescentes de 15 e 17 anos que foram encontradas em uma cova rasa em março deste ano na cidade de Timon.

Segundo informações do delegado Antônio Valente, até essa segunda-feira (19) seis pessoas haviam sido presas, sendo todas mulheres. As prisões foram realizadas nas cidades de Carlos Barbosa, no Rio Grande do Sul; em Teresina, Uruçuí e em Marabá, no estado do Pará.

Conforme a Polícia Civil do Maranhão, outras quatro pessoas continuam foragidas, são elas: Willian, mais conhecido como Bolinha ou Moana; Karina, conhecida como Esmeralda; Johnny, conhecido como Mentor, apontado como um dos líderes da organização criminosa em São Luís; e Antônio, mais conhecido como Fantasmão, que seria o líder da organização no Piauí.

De acordo com levantamento da Delegacia de Homicídios de Timon, as vítimas Joyce Ellen, de 15 anos, e Maria Eduarda, de 17 anos, não possuíam envolvimento com facções e que o crime foi organizado pelo quadro feminino da organização criminosa.

Laudos médicos apontaram que uma das vítimas foi morta a golpes de faca, taco, pá e picareta, enquanto a outra adolescente foi enterrada ainda viva. Qualquer informação sobre o paradeiro dos foragidos, a polícia pede para entrar em contato pelo número (99) 9 8447-1057 ou em qualquer unidade policial. A denúncia é anônima.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web