Polícia

Polícia ouve mulher que mantinha relacionamento com Gabriel Brenno

A mulher que não teve a identidade revelada, prestou depoimento do 1º Distrito Policial e depois saiu escoltada pelo seu advogado nesta sexta-feira (19).
19/07/2019 15h30 - atualizado

No final da manhã desta sexta-feira (19), a Polícia Civil ouviu pela segunda vez, a mulher que não foi identificada, companheira do suspeito de atirar no estudante Gabriel Brenno Nogueira de 21 anos. O estudante foi baleado na manhã de quarta-feira (17), quando ele saia de uma pensão que morava no Centro de Teresina.

A mulher prestou depoimento no 1º Distrito Policial da capital, e depois saiu escoltada pelo seu advogado.

  • Foto GP1: Hélio AlefMulher prestou depoimento nesta sexta-feira (19).Mulher prestou depoimento nesta sexta-feira (19).

Ainda segundo a polícia, após identificar o suspeito e a possível motivação do crime, a equipe de investigação do 1º Distrito Policial comandada pelo delegado Sérgio Alencar, reuniu todas as informações possíveis para fazer o pedido da prisão preventiva do acusado.

Boletim médico

Na manhã de hoje, o Hospital de Urgência de Teresina abriu protocolo de morte encefálica do estudante.

 “Esse Protocolo é composto por três exames (dois clínicos e um de imagem) que devem ser realizados no prazo mínimo de 24 horas após sua abertura. É importante esclarecer que a abertura desse Protocolo não é uma confirmação do quadro de ME, mas sim, a aplicação de testes e exames que irão confirmar ou não ser o Gabriel ainda apresenta atividade cerebral”, informou a assessoria do HUT.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web