Polícia

Polícia prende advogado com laboratório de drogas em Teresina

Conforme a Polícia Civil, a ação ocorreu por meio da Delegacia de Prevenção e Repreensão a Entorpecentes (DEPRE).
04/11/2021 14h12 - atualizado

Na manhã desta quinta-feira (04), a Polícia Civil do Piauí desarticulou um laboratório de drogas e prendeu um advogado identificado como Carlos Alberto, em uma mansão no bairro Santa Isabel localizado na zona Leste de Teresina.

Conforme informações repassadas pela Polícia Civil, a ação ocorreu por meio da Delegacia de Prevenção e Repreensão a Entorpecentes (DEPRE).

Ainda segundo a Polícia Civil, a guarnição foi acionada por uma denúncia anônima afirmando que na residência morava um advogado que cultivava plantações de maconha. Ao chegar à residência a polícia visualizou três quartos que eram usados como estufa para fabricação de super-maconha, popularmente chamada de “skunk”, haxixe, substância extraída da mesma planta, além de outros materiais que classificam o laboratório de drogas.

Os policiais também afirmaram que maconha líquida foi encontrada na mansão. A polícia informou também que o acusado usava identidade falsa, e que o suspeito afirmou que fabricava os entorpecentes para consumo próprio.

A DEPRE afirmou que a quantidade de drogas encontradas na mansão classifica a produção em prática de tráfico, mesmo após a declaração do advogado de que a fabricação seria para uso próprio.

A equipe da DEPRE ainda confirmou que o advogado mora há 15 anos no Piauí.

Segundo a polícia, a comissão de prerrogativas da OAB-PI acompanhou a prisão do suspeito.

Mais na Web