Polícia

Polícia registra quatro homicídios em Teresina neste fim de semana

Três dos crimes ocorreram na zona Sul de Teresina e um na zona Leste.
JOSEFA GEOVANA
DE TERESINA
11/06/2018 16h34 - atualizado

O delegado Francisco Costa, o Barêtta, titular do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) informou nesta segunda-feira (11), que foi registrado durante o final de semana em Teresina, o total de 4 homicídios.

  • Foto: Isabela de Meneses/ViagoraDelegado Francisco Costa, o BarêttaDelegado Francisco Costa, o Barêtta

Um dos crimes ocorreu na noite de sábado (09) no residencial Torquato Neto, na zona Sul, e teve como vítima um jovem de 18 anos, identificado como Luís Felipe, o “Neguim GTA”. O jovem foi perseguido e morto com tiro na cabeça, por um homem em uma motocicleta preta.

A outra vítima foi identificada como Raylon Barbosa Viana, de 20 anos. Ele foi executado na madrugada de domingo (10) com várias facadas e pedradas, no bairro Satélite, zona Leste de Teresina. O jovem saía de uma festa e era usuário de drogas desde os 14 anos de idade.

  • Foto: DivulgaçãoLocal do crimeLocal em que Raylon Barbosa foi executado

Um outro crime ocorreu na madrugada do domingo (10). Francisco Geilson dos Santos, de 17 anos, mais conhecido como “Caçador”, foi morto com uma facada no bairro Promorar, na zona Sul de Teresina. Um dos suspeitos de cometer o crime já foi identificado. “Ele sofreu perfuração de arma branca e ainda tentou ser socorrido mas não resistiu e veio a óbito. Segundo relatos, ele vivia no submundo do crime, e praticava roubos e furtos na região e teve um desentendimento com o pessoal da Vila Santa Cruz”, relatou o delegado Barêtta.

O quarto homicídio foi registrado na Vila da Paz, zona Sul de Teresina. Os criminosos invadiram a casa da vítima identificada como João Pedro dos Santos, por volta de 2h da madrugada. João Pedro dormia com a esposa quando foi alvejado com três tiros e veio a óbito.

“O rapaz sofreu um atentado e levou um tiro no peito. Ele resistiu ao ferimento e quando foi agora no final de semana os indivíduos invadiram a casa que ele estava dormindo com a companheira e consumaram o crime. Dessa vez ele não teve sorte e veio a óbito. Tanto os criminosos que o mataram, e a vítima tem passagens pela polícia e vivem no submundo do crime”, disse Barêtta.

Mais na Web