Piauí

Prefeita Doquina é denunciada ao Tribunal de Contas do Estado

A conselheira relatora do processo do TCE, Lilian de Almeida Veloso Nunes Martins, determinou o envio de notificação à prefeita, nessa segunda-feira (24).
  • RAYANE TRAJANO
25/04/2017 12h34 - atualizado

A assistente social Jacobede dos Santos registrou denúncia do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) contra a prefeita do município de Colônia do Gurguéia, Alcilene Alves de Araújo, a Doquinha. De acordo com a denúncia, a assistente social está sendo mantida na folha de pagamento, mas não presta serviços do município.

Jacobede afirma que foi contratada em 2014 para o cargo de Assistente Social, vinculada ao Núcleo Página de Apoio à saúde da Família (NASF) e que a contratação terminou em dezembro de 2016. Além disso, a prefeita publicou decreto anulando todas as contratações feitas entre os anos de 2013 e 2016.

“Para minha surpresa, em 01/01/2017, sem qualquer autorização da minha parte ou renovação do meu contrato de prestação de serviços, fui inserida pelo Poder Executivo Municipal novamente como Profissional da especialidade Assistente Social, vinculado ao Centro de Saúde Aliança do Gurguéia(CNES 2368137)”, relatou a autora da denúncia.

A assistente social chegou a registrar Boletim de Ocorrência na 17° Delegacia Regional de Polícia Civil de Canto do Buriti, relatando o ocorrido. 

Jacobede pede investigação sobre o caso, para saber se a manutenção do seu nome da folha de pagamento “seria um artifício irresponsável usado pela atual gestora para receber tais recursos”.

A conselheira relatora do processo do TCE, Lilian de Almeida Veloso Nunes Martins, determinou o envio de notificação, nessa segunda-feira (24), à prefeita Alcilene para que formalize sua defesa no prazo de 30 dias.

Outro lado

O Viagora não conseguiu contato com a prefeita Doquinha, para comentar o fato denunciado, mas o espaço permanece aberto para futuros esclarecimentos.

Mais na Web