Piauí

Prefeito de Fartura do Piauí denuncia ex-gestor por improbidade

O atual gestor acusa Dadu de não ter enviado balancetes de gastos da prefeitura ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI).
ISABELA DE MENESES
DE TERESINA
12/02/2018 07h57 - atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio da Promotora de Justiça Gabriela Almeida de Santana, instaurou um Inquérito Civil, no dia 05 de fevereiro, para apurar supostos atos de improbidade administrativa cometidos pelo ex-prefeito de Fartura do Piauí, Permínio Pereira de Santana, mais conhecido como “Dadu”.

A denúncia recebida pela Promotoria de Justiça de São Raimundo Nonato foi feita pelo atual prefeito do municipal Laênio Rommel Rodrigues Macêdo. O atual gestor acusa Dadu de não ter enviado balancetes de gastos da prefeitura ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI).

Dessa forma, a representante do Ministério Público decidiu abrir o procedimento investigatório para apurar a veracidade dos fatos noticiados ao órgão. Caso comprovados podem configurar prática de improbidade administrativa pela antiga gestão do ex-prefeito.

O MP pediu que o ex-gestor seja notificado a respeito da instauração do Inquérito Civil, para que possa, no prazo de 15 dias, apresentar provas e defesa sobre as supostas práticas irregulares que foram noticiadas ao órgão.

Outro lado

O Viagora tentou entrar em contato com o ex-prefeito Dadu, mas não conseguiu localizá-lo para comentar o caso. O espaço permanece aberto para esclarecimentos futuros. 

Mais na Web