Coronavírus no Piauí

Prefeito Nonatinho do Sindicato seguirá decreto do governo em Cocal

Após reunião nessa terça-feira (23), o prefeito Renatinho do Sindicato determinou que a cidade de Cocal irá seguir de forma integral o decreto estabelecido pelo Governo do Piauí.
25/02/2021 09h47 - atualizado

O prefeito da cidade de Cocal, Raimundo Nonato, mais conhecido como Nonatinho do Sindicato (PT), determinou que a cidade irá seguir o decreto publicado pelo Governo do Piauí, de forma integral, e adotou medidas mais rígidas que passam a valer de 24 de fevereiro até o dia 04 de março de 2021.

De acordo com o prefeito, a decisão foi tomada durante reunião com a secretária de Saúde, Fabrícia Vieira, com o presidente da Câmara de Vereadores, Evandro Mano e com o Procurador Geral do Município, Flaminio Filho, juntamente com o promotor de Justiça de Cocal, Dr. Túlio.

  • Foto: DivulgaçãoNonatinho do Sindicato decreta lockdown parcial na cidade de CocalNonatinho do Sindicato decreta lockdown parcial na cidade de Cocal

“Encaminhamos ações de conscientização e prevenção da população cocalense. Vamos intensificar esse trabalho para que nossa população fique protegida. É necessário a prudência e ajuda de todos para vencermos essa pandemia”, disse o prefeito.

Segundo o decreto, as medidas foram adotadas levando em consideração a necessidade de adotar medidas mais rígidas para evitar a propagação da Covid-19 e o risco iminente de um possível colapso na rede de saúde do Piauí. A medida também leva em sideração o decreto nº 19.479 de 22 de fevereiro de 2021 do Governo do Piauí.

Com a determinação, será estabelecido lockdown parcial no fim de semana e toque de recolher a partir das 23h desta quarta-feira (24) até o dia 4 de março. Fica proibido ainda a realização de festas e eventos públicos ou privados, em ambientes abertos ou fechados, além da suspensão de atividades que gerem aglomerações.

O decreto determina que bares, restaurantes, trailers, lanchonetes, barracas de praia e estabelecimentos similares, bem como lojas de conveniência e depósitos de bebidas, só poderão funcionar até às 22h. Já no fim de semana, poderão funcionar apenas os serviços considerados essenciais, como: mercados e supermercados, farmácias e drogarias, oficinas mecânicas e borracharias, lojas de conveniência e de produtos alimentícios, serviços de segurança, alimentação (exclusivamente para delivery ou drive-thru), serviços de urgência e emergências.

Confira as medidas do decreto estadual aqui.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web