Geral

Prêmio da Mega da Virada não é resgatado e dinheiro vai para Fies

O Procon de São Paulo notificou a Caixa para que o banco identificasse o ganhador que não foi buscar o prêmio.
01/04/2021 11h41 - atualizado

O prazo para resgate do prêmio da Mega da Virada, acabou nessa quarta-feira (31) e o ganhador ou ganhadora não compareceu para retirar a bolada.

O valor de mais de R$ 162, 6 milhões será repassado para o Fundo de Financiamento do Ensino Superior (Fies), do Ministério da Educação, destino dos prêmios esquecidos. 

O Procon de São Paulo notificou a Caixa Econômica Federal para que o banco identificasse o ganhador da Mega da Virada que não foi buscar o prêmio. Segundo o Procon, a Caixa tem meios para saber quem ganhou o dinheiro.

Em nota, o órgão de defesa do consumidor disse que a aposta é efetuada através de uma realização de meio eletrônico.

“A aposta efetuada através de meio eletrônico demanda a realização de cadastro e a indicação de cartão de crédito como meio de pagamento”, diz a nota.

O diretor do Procon, Fernando Capez, disse que a Caixa não pode aguardar o discurso do prazo e se apropriar do dinheiro.

“Se é possível a identificação do apostador, a Caixa não pode comodamente aguardar o decurso do prazo e se apropriar do dinheiro. Caso o apostador esteja morto, o prêmio pertence aos seus herdeiros. E se a aposta foi feita por meio eletrônico, é dever da instituição financeira informar se não é possível identificar o seu autor”, ressaltou o diretor.

No final da tarde dessa quarta-feira (31), o Procon-SP informou que a Caixa respondeu ao requerimento. De acordo com a instituição financeira, o cadastro efetuado no ambiente virtual serve apenas para verificar se o interessado cumpre os requisitos para apostar em loterias, como CPF válido, maioridade civil e residência em território brasileiro, e não pode ser usado para encontrar ganhadores.

Histórico

O sorteio mais cobiçado do país teve apenas dois ganhadores para dividir o valor recorde de R$ 325,2 milhões, mas só o ganhador de Aracaju compareceu para retirar o prêmio.

Segundo a Caixa, somente em 2020, R$ 311,9 milhões em prêmios não foram resgatados. Os valores levam em conta todas as modalidades e faixas de premiação como Dupla-Sena, Quina, Lotofácil, Lotomania e Loteca, que não foram retiradas no prazo.

Mais na Web