Geral

Presidente Bolsonaro diz que auxílio deve voltar a ser pago em março

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a ideia é atender à metade dos 64 milhões de beneficiários que receberam no ano passado.
12/02/2021 14h36 - atualizado

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nessa quinta-feira (11), que uma nova rodada do auxílio emergencial deve ser paga a partir de março e por um período de até quatro meses.

Segundo Bolsonaro, essa é a alternativa discutida atualmente entre o Executivo e o Congresso. Ele disse ainda, que não sabe qual seria o valor do benefício.

O chefe do Executivo federal não deu detalhes de quantas pessoas serão contempladas com essa nova rodada do auxílio.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a ideia é atender à metade dos 64 milhões de beneficiários que receberam no ano passado. Ele também não disse como serão os critérios de seleção.

Em janeiro, o presidente havia dito que a retomada do auxílio quebraria o Brasil. Agora, ele diz que terá uma nova rodada, mas que a retomada do benefício representa um endividamento muito grande do nosso país.

Nessa quinta-feira (11), o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), cobrou ao ministro da Economia uma nova rodada do auxílio emergencial com uma alternativa viável para o benefício ser concedido.

Mais na Web