Piauí

Professor do CPI é afastado após declaração sobre feminicídio

Através de um vídeo que circula nas redes sociais, o docente afirma que "90% dos casos de feminicídio a mulher tem culpa".
26/08/2021 12h09 - atualizado

Nessa quarta-feira (25), um professor de Biologia do colégio CPI foi afastado da escola após fazer uma declaração polêmica sobre feminicídio em sala de aula.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, o professor afirma que em "90% dos casos de feminicídios a mulher tem culpa".

A direção da escola através de nota, destacou que foi surpreendida com a declaração do docente e ressaltou que não concorda com o seu pensamento e por esse motivo o colaborador foi afastado do quadro de funcionários.

“Por não concordar de forma alguma com este ponto de vista e repudiar completamente este tipo de conduta, que depõe frontalmente contra nossos valores éticos e profissionais, a Direção da Escola vem a público comunicar que, diante do fato, procedeu com o imediato afastamento do colaborador do seu quadro de funcionários”, diz trecho da nota.

A escola também pediu desculpas à sociedade e reforçou o compromisso de oferecer uma educação de qualidade, comprometida com os valores morais.

O Viagora procurou o professor para falar sobre o assunto, mas até o fechamento da matéria ele não foi localizado. O espaço permanece aberto para esclarecimentos.

Mais na Web