Piauí

Programa Lixo Zero aumentará fiscalização na Avenida Noé Mendes

Segundo o secretário da Semduh, apesar de estar quase diariamente na programação de limpeza pública, há grande incidência de descarte irregular de lixo na região.
17/06/2021 18h20 - atualizado

A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), informou que o Programa Lixo Zero vai intensificará as ações de monitoramento da Avenida Noé Mendes, localizada na zona Sudeste da capital.

Segundo o secretário da Semduh, Edmilson Ferreira, a avenida tem cerca de 4 km de extensão e, apesar de estar quase diariamente na programação de limpeza pública, há grande incidência de descarte irregular de lixo na região.

“A cidade inteira tem sofrido com esse problema. Recolhemos, somente em maio deste ano, quase oito mil toneladas de lixo jogado em local proibido. O custo para esse serviço foi R$ 350 mil. Temos feito campanhas para conscientizar a população, tanto no sentido de não jogar lixo na rua quanto no sentido de denunciar quem faz isso. Já registramos uma pequena redução na quantidade de toneladas, porém, ainda é um número absurdo”, explica.

  • Foto: Divulgação/Prefeitura de TeresinaPrograma Lixo Zero aumentará fiscalização na Avenida Noé MendesPrograma Lixo Zero aumentará fiscalização na Avenida Noé Mendes

Dados da prefeitura apontam que a zona Sudeste é a segunda região da cidade que mais tem lixo descartado em local proibido, e somente no mês de maio, foram 3.700 toneladas recolhidas, um gasto de quase R$ 70 mil. O superintendente da SAAD Sudeste, Zé Nito, explica que a limpeza da região é feita com regularidade e acrescenta que há dois Pontos de Recolhimento de Resíduos (PRRs) na avenida Noé Mendes para que a população possa descartar corretamente resto de materiais de construção, podas de árvores e móveis usados. Além disso, a coleta residencial é feita a cada dois dias.

Ainda de acordo com o secretário da Semduh, para tentar coibir a prática será necessário aumentar a fiscalização. “Vamos intensificar a presença dos fiscais do Programa Lixo Zero no local e, assim que a licitação das câmeras for finalizada, vamos monitorar essa região para inibir esse tipo de atividade predatória. A limpeza da cidade é prioridade na gestão do prefeito Dr. Pessoa”, acrescentou o secretário.

Conforme a Prefeitura de Teresina, a multa para quem joga lixo em local proibido varia de R$ 369 a R$ 3.690. Os gestores pedem ajuda da população para denunciar o descarte irregular de lixo. A população pode enviar fotos ou vídeos para o WhatsApp do Programa Lixo Zero, que é o 86 9.9402-3074. A denúncia é anônima.

Peso do lixo recolhido em local proibido no mês de maio:

Zona Norte – 501,7 toneladas

Centro – 501,69 toneladas

Zona Sul – 4.991,96 toneladas

Zona Leste – 3.645,860 toneladas

Zona Sudeste – 3.649,190 toneladas

Total recolhido na cidade – 7.781,310 toneladas // R$ 349.614,26

Mais na Web