Piauí

Promotora abre inquérito para investigar prefeito Joan Rocha

De acordo com o órgão ministerial, para instaurar o inquérito civil público, a promotora Ana Sobreira teria considerado um relatório de fiscalização expedido pela Controladoria-Geral da União.
04/09/2019 12h15 - atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI), através da promotora de Justiça Ana Sobreira Botelho Moreira, instaurou Inquérito Civil Público em face da Prefeitura Municipal de Canavieira, administrada pelo prefeito Joan Rocha, para investigar supostas irregularidades em diversos serviços públicos realizados pelo município.

De acordo com o órgão ministerial, para instaurar o inquérito civil público, a promotora teria considerado o teor da Notícia de Fato nº 44/2018, que contém um relatório de fiscalização expedido pela Controladoria-Geral da União, onde foram constatadas irregularidades na prestação de serviços públicos por parte da administração municipal de Canavieira.

Diante dos fatos, a promotora Ana Sobreira determinou a conversão da notícia de fato em Inquérito Civil Público, assim como requisitou que fosse enviado ofício ao Prefeito de Canavieira, para que preste esclarecimentos sobre as seguintes constatações: ausência de controle de frequência de pessoal que integra as equipes de Saúde da Família, falta de realização de cursos para os integrantes das famílias beneficiárias, ineficiência no controle de frequência escolar do Programa Bolsa Família, e insuficiência no atendimento às famílias por parte do CRAS.

A representante do MP-PI determinou ainda fixou em 15 dias, a contar da data da publicação do Inquérito Civil Público no Diário Oficial do MP, o prazo que a Prefeitura Municipal terá para enviar todos os documentos que achar pertinente.

Outro lado

O Viagora procurou o prefeito para falar sobre o assunto, mas até o fechamento da matéria o gestor não foi localizado, O espaço permanece aberto para esclarecimentos.

Mais na Web