Coronavírus no Piauí

Regina Sousa diz que governo pagará auxílio de R$ 200 para 8 mil famílias

Segundo a governadora em exercício, o auxílio do Estado será destinado a famílias que não recebem nenhum benefício do Governo Federal.
12/02/2021 15h00

A governadora do Piauí em exercício, Regina Sousa, informou que o Estado irá pagar o valor de R$ 200 mensais para famílias que vivem em situação de extrema pobreza durante o período de seis meses.

De acordo com Regina Sousa, o Governo do Piauí irá entregar um cartão para as famílias que irão receber esse auxílio, a estimativa é que cerca de oito mil famílias sejam comtempladas. A governadora destaca que o auxílio do Estado será destinado a famílias que não recebem nenhum benefício do Governo Federal.

“O cartão é para as pessoas que não recebem nenhum benefício do governo federal. Quem recebe o Bolsa Família, por exemplo, não será contemplado. O objetivo é incluir aquelas pessoas que chamamos de invisíveis dentro dos programas sociais do Governo Federal”, explicou a gestora.

  • Foto: Divulgação/Governo do PiauíGovernadora em exercício, Regina SousaGovernadora em exercício, Regina Sousa

Para identificar e cadastrar as famílias que irão receber o benefício do Governo do Estado, está sendo realizada uma busca ativa pela Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc).

A governadora diz ainda que o Governo Federal deve auxiliar essas pessoas que entraram na extrema pobreza por conta da pandemia do novo Coronavírus e, caso não ajude, o Governo do Piauí entrará com o auxílio, que substituirá a entrega de cestas básicas.

A superintendente de Direitos Humanos da Sasc, Janaina Mapurunga, explica a importância de buscar essas famílias. “São famílias extremamente pobres, que estão no Cadastro Único, do governo federal, mas que não são beneficiadas nem com o Bolsa Família, nem com o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e nem com o auxílio emergencial. As equipes estão sendo treinadas para fazer a identificação das famílias e também para preenchimento de um questionário próprio do programa Buscas Ativa”, afirma a gestora.

Mais na Web