Política

Rejane quer regular prazo para tratamento cardiovascular em idoso

Pelo texto do projeto, o paciente idoso diagnosticado com doenças cardiovasculares têm direito a se submeter a cirurgias cardíacas e a procedimentos de cardiologia intervencionista dentro de 3 meses
  • DA REDAÇÃO
24/04/2019 18h36 - atualizado

Está em análise pela Câmara dos Deputados, projeto da deputada Rejane Dias (PT/PI) que determina um prazo de até 60 dias para que o Sistema Único de Saúde (SUS) inicie o tratamento de idosos diagnosticados com doenças cardiovasculares.
 
Pelo texto, o paciente idoso diagnosticado com doenças cardiovasculares têm direito a se submeter a cirurgias cardíacas e a procedimentos de cardiologia intervencionista (cateterismo) dentro de três meses, contados a partir do dia em que for feita a indicação do procedimento, ou em prazo menor, conforme a necessidade terapêutica.

  • Foto: Divulgação/AscomDeputada Federal Rejane DiasDeputada Federal Rejane Dias

 
O projeto segue a diretriz da chamada “Lei dos 60 dias” (Lei 12.732/12), que atualmente assegura a pacientes diagnosticados com câncer acesso ao início do tratamento nesse mesmo período.
 
“A gente sabe que as doenças do coração são a principal causa de morte em idosos no Brasil. Infartos, AVCS, hipertensão, são causas de mortes comuns entre idosos. Muitas vezes, a fila para um procedimento cirúrgico, um cateterismo, por exemplo, pode levar até 2 anos no Brasil”, diz a deputada.
 
Outro projeto da deputada protocolado nesta semana cria a Semana Nacional do Envelhecimento Ativo que insere no calendário brasileiro uma série de atividades para a conscientização do envelhecimento saudável.

Mais na Web