Polícia

Segundo suspeito de assassinar policial militar morre no HUT

O suspeito morreu após ser baleado em confronto com a Força Tarefa da SSP-PI no bairro Monte Verde, zona Norte de Teresina.
24/07/2020 14h00 - atualizado

No início da tarde desta sexta-feira, 24 de julho, o segundo acusado de assassinar o soldado Lídio Roberto Mesquita morreu após confronto com a Força Tarefa da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP-PI) no bairro Monte Verde, zona Norte de Teresina.

Segundo informações divulgadas pela Força Tarefa, o suspeito, que foi identificado como Lucas, resistiu à prisão e trocou tiros com a polícia na Avenida Principal do Monte Verde. Ele foi baleado e encaminhado ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas não resistiu e veio a óbito.

O primeiro acusado, identificado apenas como Pedro, também trocou tiros com a polícia, foi baleado e levado para o HUT, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O major Audivam Nunes informou que, desde o dia da morte do policial, as forças de segurança já estavam realizando diligências para encontrar os suspeitos. “Desde o dia que aconteceu o fato e por determinação do nosso secretário de segurança estamos atrás desses indivíduos. Ontem a gente conseguiu identificar os dois e as pessoas que deram guarita e pegamos o real endereço de onde eles estavam”, afirmou o major em entrevista à TV Cidade Verde.

Audivam comentou que durante a ação policial os dois suspeitos não obedeceram a voz de prisão. “É o que a gente sempre diz: se for pra prender, a gente prende, mas não vamos dar oportunidade para vagabundo atirar em polícia não. Houve confronto e os dois foram baleados e trouxemos ao HUT”, declarou.

Mais na Web