Piauí

Servidores do Piauí vão receber salário até 5º dia útil em 2021

Segundo o governador, o pagamento até o 5º dia útil é resultado de um planejamento de médio e longo prazo. A tabe tem apenas duas faixas salariais: até R$ 2 mil e acima de R$ 2 mil.
31/12/2020 07h51 - atualizado

O governador Wellington Dais anunciou que em 2021 os servidores estaduais irão receber os salários até o 5º dia útil do mês seguinte, com base na nova tabela de pagamentos do Governo do Piauí.

Com base na nova tabela, os servidores que ganham até a faixa de R$ 2 mil, vão receber o pagamento do mês de janeiro no dia 29 do mesmo mês. Já os servidores que recebem acima de R$ 2 mil, irão receber os salários até o 5º dia útil do mês de fevereiro. A tabe tem apenas duas faixas salariais: até R$ 2 mil e acima de R$ 2 mil.

  • Foto: Divulgação/Governo do PiauíServidores do Governo do Piauí vão receber salário até o 5º dia útil em 2021Servidores do Governo do Piauí vão receber salário até o 5º dia útil em 2021

“Essa volta do pagamento para o 5º dia útil vem de um planejamento de médio e longo prazo, desde quando assumimos, em 2015. Com muita dificuldade, vínhamos cumprindo com nossas obrigações em várias áreas, mas sempre com a meta de fazer um ajuste fiscal que possibilitasse fazer o que estamos fazendo hoje. Isso é consequência de um grande trabalho que está sendo feito nos últimos anos. Com a nova tabela, o servidor vai poder se programar e o dinheiro vai circular mais rápido na economia no mês seguinte. Isso é bom para todo mundo”, disse o governador.

Para o secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, o pagamento até o 5º dia útil é extremamente importante para a retomada econômica. “Passamos por muitas dificuldades nos últimos dois anos, mas conseguimos manter a folha em dia. Agora, enfrentamos a maior crise econômica no país por conta da pandemia. Sempre foi meta do governador Wellington Dias retornar o pagamento do servidor até o 5º útil, feito que vamos conseguir realizar em 2021, graças ao dever de casa que fizemos em relação as contas públicas. Tudo foi feito com muita prudência”, afirmou Rafael Fonteles.

Mais na Web