Polícia

Sete detentos fogem da Penitenciária Irmão Guido em Teresina

Segundo o Sinpoljuspi, os fugitivos respondem por tráfico, homicídio e são considerados de alta periculosidade.
24/03/2020 10h00 - atualizado

Na tarde dessa segunda-feira (23), sete presos de alta periculosidade conseguiram fugir da Penitenciária Irmão Guido, localizada na BR 316 em Teresina.

De acordo com informações do presidente do Sinpoljuspi (Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí), Kleiton Holanda repassadas ao Viagora,  os sete presos que cumprem pena na unidade por tráfico e homicídio fugiram por um buraco feito por eles na parte superior da cela. A fuga ocorreu durante o banho de sol que costuma ser pela parte da tarde.

  • Foto: Montagem/ViagoraBuraco por onde os presos passaramBuraco por onde os presos passaram

“Foram 7 presos de alta periculosidade da cela número 15 do pavilhão C que respondem por tráfico e homicídio. Eles haviam quebrado a laje da cela e no horário do banho de sol, pela tarde, passaram por esse buraco, subiram para a laje, conseguiram se esconder e quando desceram pelo telhado fugiram”, disse o presidente do Sinpoljuspi.

Ainda segundo Kleiton, os agentes penitenciários já haviam notado uma tentativa de fuga em um outro pavilhão que estava com a cela cerrada. “No domingo houve uma tentativa também, havia uma cela cerrada no pavilhão B onde a vistoria que sempre acontece no fim do dia verificou isso”, informou.

Os agentes não conseguiram escutar os detentos quebrando a parede porque segundo a unidade, uma rádio foi instalada na penitenciária dificultando a percepção dessas ações. “Não foi possível ouvir eles quebrando a parede simplesmente porque instalaram uma rádio da igreja Universal onde o volume é muito alto e os agentes acabam sendo prejudicados”, alegou Kleiton Holanda.

Até a manhã desta terça-feira (24), os sete presos fugitivos ainda não haviam sido localizados, informou o sindicato. Os nomes divulgado dos fugitivos são: Luis Henrique Leite de Araujo, Tárcio Sales da Silva, Ezequiel da Silva Oliveira, Yure de Araujo Oliveira, Antonio Marcos da Silva, Francisco Gardel Costa de Araujo e Carlos Batista dias Sousa.

Mais na Web