Piauí

Setut diz que empresas cumpriram prazo de 72h e fizeram o pagamento

De acordo com o SETUT, a frota de ônibus que foi combinada junto ao ente municipal tem sido cumprida e está disponível para os usuários do transporte coletivo da capital.
  • LETÍCIA DUTRA
21/10/2021 15h01 - atualizado

Na manhã desta quinta-feira (21), o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) emitiu nota afirmando que as empresas de transporte público já cumpriram o pagamento da folha dos motoristas e cobradores de ônibus de Teresina dentro do prazo estipulado de 72 horas.

De acordo com o SETUT, a frota de ônibus que foi combinada junto ao ente municipal tem sido cumprida e está disponível para os usuários do transporte coletivo da capital.

  • Foto: Luís Marcos/ViagoraSETUTSETUT

"A frota da ordem de serviço acordada com o ente municipal tem sido cumprida e foi toda colocada à disposição dos passageiros do transporte coletivo de Teresina", afirma em nota.

Em nota, o SETUT ainda reforçou que não compactua e nem participa dos atos deparalisação realizados pela categoria,pois a não assinatura da Convenção Coletiva, que está prevista para ser assinada somente em janeiro de 2022, seria um pretexto para a adesão da paralisação dos motoristas e cobradores da capital.

"A entidade reforça que não compactua e nem tem participação na paralisação dos trabalhadores. Para o Setut o Sindicato dos trabalhadores tem utilizado a não assinatura da Convenção Coletiva como pretexto e motivação para a promoção de paralisações. Importante ressaltar que a data base de assinatura de uma eventual convenção coletiva está prevista somente para janeiro de 2022", consta em trecho da nota.

Por fim, a entidade afirmou que as questões trabalhistas da categoria referentes aos anos anteriores já foi judicializada e os empresários estão protegidos por meio de decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Afirmou também que a prestação de serviços a população teresinense está sendo cumprida.

"A questão trabalhista dos anos anteriores foi judicializada e os empresários estão protegidos por decisão do TST. O Setut tem cumprido o seu papel com a sociedade e reforçado a prestação de serviços com qualidade, eficiência e agilidade no atendimento aos passageiros da cidade", finaliza a nota.

Mais na Web