Polícia

Sítio da vereadora Graça Amorim é alvo de atentado a tiros

De acordo com a vereadora, a caixa d’água do sítio foi alvo de seis tiros que apavoraram os caseiros.
26/08/2020 15h20 - atualizado

A vereadora Graça Amorim (Progressistas) afirmou nesta quarta-feira (26), durante discurso na Câmara Municipal, que foi vítima de um atentado a tiros no sítio de propriedade dela localizado no povoado Santa Luz, na zona Rural de Teresina, na noite do último sábado (22).

De acordo com a vereadora, foram disparados cerca de seis tiros que atingiram a caixa d’água. No momento da ação, Graça Amorim relata que imediatamente os caseiros do sítio comunicaram do ocorrido e a Polícia Militar foi acionada. A vereadora acredita que o fato dela denunciar práticas de crimes ambientais possivelmente pode ter influenciado a ação dos criminosos. No momento do ocorrido, a vereadora não estava no sítio.

  • Foto: AscomVereadora Graça Amorim.Vereadora Graça Amorim

“Sou defensora do meio ambiente, sempre denuncio pessoas que fazem desmatamento, derrubam árvores de forma ilegal. Tenho esse sítio há 23 anos e no sábado sofri este atentado. Esta foi a primeira vez que sofri isso. A única causa que posso imaginar como causa são as denúncias que faço contra crimes ambientais. Meu sítio é todo equipado com câmeras e toda a movimentação que aconteceu na noite de sábado foi gravada”, disse a vereadora.

Graça Amorim comentou ainda que há alguns meses percebe a morte dos cães de guarda do sítio por envenenamento, e acreditavam que seriam cobras ou outros animais peçonhentos. Mas, diante dos fatos, a vereadora relata que os envenenamentos podem ter outras causas. “As câmeras registraram a movimentação de veículos na porta do meu sítio horas antes do atentado. Também temos as imagens de quem atirou”.

  • Foto: DivulgaçãoCaixa d´água do sítio da vereadora Graça AmorimCaixa d´água do sítio da vereadora Graça Amorim

Segundo a vereadora, ela fez uma denúncia ao Ministério Público (MPPI) sobre queimadas e desmatamento ilegais no sítio vizinho, de propriedade do advogado Alano Dourado, que recebeu a intimação para comparecer ao órgão na semana passada.

O advogado teria feito intimidações por meio de recados com moradores de sítios vizinhos, de que o esposo de Graça pisou em ‘rabo de cobra’. “Vamos procurar resolver todo este problema na Justiça e não na bala, como fizeram na minha casa”, afirma Graça.

Mais na Web