Polícia

STJ nega liberdade a suspeito de tentar matar vereador Luisão

Aquiles Ladislau de Sousa é apontado de ter armado uma emboscada para matar o vereador em outubro do ano passado.
04/01/2020 16h40 - atualizado

O suspeito de tentar matar o vereador de Alagoinha do Piauí, Luís Alves Gonzaga conhecido como Luisão, teve pedido de liberdade negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Aquiles Ladislau de Sousa, é apontado nas investigações como suspeito de ter armado uma emboscada no dia 18 de outubro do ano passado para o vereador Luisão e o seu motorista.Eles retornavam da cidade de Fronteiras para Alagoinha do Piauí quando foram surpreendidos por três indivíduos armados que surgiram de uma mata e dispararam diversos tiros no veículo, atingindo o vereador no braço.

  • Foto: DivulgaçãoVereador foi baleado na tarde desta sexta-feira (18)Vereador sofreu o atentado em outubro do ano passado.

Após o atentado, o vereador foi socorrido no hospital de Picos e sobreviveu junto ao seu motorista. Durante as investigações, Aquiles e o irmão foram presos preventivamente sob a suspeita de terem praticado o crime. A motivação teria sido por vingança pela morte de um dos irmãos dele em setembro do mesmo ano.

A defesa alegou excesso de prazo da prisão de Aquiles, visto que o suspeito está preso desde outubro sem conclusão do inquérito policial. No entanto, o pedido de habeas corpus requerido ao Tribunal de Justiça do Piauí foi negado pelo ministro João Otávio de Noronha.

Mais na Web