Piauí

Strans diz que garantirá transporte alternativo durante greve em Teresina

Segundo a Strans, o comunicado da greve foi feito no final do expediente de sexta-feira (9), sem explicar o motivo da paralisação.
13/10/2020 10h17 - atualizado

Com o início da greve dos motoristas e cobradores de ônibus por tempo indeterminado, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) emitiu um comunicado informando que vai garantir o funcionamento de transporte alternativo a partir desta terça-feira (13) para atender os usuários do transporte público.

De acordo com a Strans, o comunicado foi feito pela categoria no final do expediente da última sexta-feira (9), sem explicar o motivo da paralisação e foi recebido com surpresa. Pela lei, o comunicado deveria ter sido feito com 72 horas úteis de antecedência.

“Recebemos essa decisão com surpresa. Lamentamos a situação  e vamos acionar o Ministério Público do Trabalho porque o sindicato não nos apresentou nenhuma pauta de reivindicações”, ressaltou o gestor da Strans, Weldon Bandeira.

A Strans já tem o cadastro de 57 vans e ônibus que operaram durante a última greve deste ano. Para aumentar a frota de veículos alternativos enquanto durar essa greve, novos veículos serão cadastrados a partir de hoje.

O gerente de Licenciamento e Concessão da Strans, Rômulo Rego, orienta que serão obedecidos alguns critérios no ato do cadastro dos veículos. “Temos que garantir a segurança dos usuários e alguns itens de segurança serão verificados para aprovação do cadastro”, informou.

O usuário que necessitar do transporte alternativo poderá fazer o pagamento da passagem com vale transporte ou em dinheiro no valor de R$ 4,00, e não será aceita meia passagem.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web