Polícia

Suspeito de matar radiologista do HGV em Teresina é preso em SP

Segundo o DHPP, o acusado conhecido como “Presídio” estava foragido desde que cometeu as duas mortes em Teresina e foi preso em parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo.
18/12/2020 17h45

O homem acusado de matar o radiologista do Hospital Getúlio Vargas (HGV), Kleiton Ângelo Guedes Assunção Martins, em dezembro de 2019 na zona Rural de Teresina, foi preso na manhã desta sexta-feira (18) no estado de São Paulo.

De acordo com o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o homem identificado pelas iniciais A. P. O., mais conhecido como “Presídio”, também é acusado de assassinar Matheus Silva Mendes em julho de 2019 na região do Taboca do Pau Ferrado.

A prisão do acusado foi realizada pelo DHPP em parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo. Segundo o Departamento de Homicídios, o suspeito que faz parte da facção criminosa PCC, estava foragido desde que cometeu as duas mortes em Teresina, e atualmente estava na cidade de Potirendaba, em São Paulo.

Em 15 de junho de 2019, o homem assinou Matheus Silva Mendes, de 20 anos. A vítima estava em frente à casa onde morava quando o suspeito chegou em uma motocicleta e efetuou os disparados.

Além de Matheus, “Presídio” é acusado ainda da morte do radiologista Kleiton Ângelo no dia 11 de dezembro na Taboca do Pau Ferrado. O radiologista foi morto com nove tiros após ser atraído até a região.  

Mais na Web