Piauí

Técnicos da Evangelina Rosa acompanham as obras da nova maternidade

De acordo com o diretor da MDER, médico Francisco Macêdo, a nova maternidade será uma das maiores do país.
29/05/2021 13h30

Nessa sexta-feira (28), a equipe de profissionais da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER) participaram de uma reunião de apresentação do projeto da Nova Maternidade.

Na oportunidade foram apresentadas informações sobre o andamento das obras e estrutura física da nova unidade de saúde e foram elencadas pontuações aos gestores da saúde no sentido de otimizar o funcionamento da nova casa.

  • Foto: Divulgação/Governo do PiauíReunião de apresentação do projeto da Nova MaternidadeReunião de apresentação do projeto da Nova Maternidade

Conforme o Governo do Piauí, a obra da nova maternidade de Teresina já está com 60% dos serviços executados e deve ser concluída no segundo semestre de 2021. A maternidade é construída pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), e será considerada a maior referência neonatal do Piauí.

O centro que recebe investimentos na ordem de R$ 135 milhões, vai desafogar as demais maternidades do Piauí, com estrutura especializada para grávidas de médio e alto risco, além de receber o maior investimento em um equipamento de saúde pública dos últimos anos no estado.

A nova unidade de saúde contará com 286 leitos, 115 deles destinados à terapia intensiva, com 20 unidades de UTI materna e 30 leitos de UTI neonatal. Além de mais 45 leitos de cuidados intermediários e 20 leitos intermediários Canguru, que é um espaço para acolhimento de mãe e bebê, que permite que a mãe fique mais próxima do filho.

De acordo com o diretor da MDER, médico Francisco Macêdo, a nova maternidade será uma das maiores do país. “Teremos mais de 280 leitos, UTI materna, UTI neonatal, Unidade de Cuidados Intermediários na modalidade tradicional e canguru, centro de parto normal, área de internação, um centro moderno de diagnóstico e ainda um templo ecumênico, que já começou a ser construído”, destacou.

Mais na Web