Entretenimento

Telespectadora processa TV Globo por causar pânico na pandemia

A reclamante alegou que a Globo falta com dignidade às pessoas e que os números de casos e de mortos são contraditórios e não dão a exata dimensão da doença.
27/07/2020 15h54 - atualizado

A moradora de São João de Meriti, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, Rosemary Matias de Lima resolveu processar a Rede Globo pela forma como a emissora tem noticiado os dados referentes ao novo coronavírus.

A reclamante alegou que a Globo falta com dignidade às pessoas e que os números de casos e de mortos são contraditórios e não dão a exata dimensão da doença.

Rosemary acusou também a emissora de passar a ideia de que a pandemia torna-se mais intensa a cada dia e, dessa forma, a divulgação gera pânico na população.

A telespectadora responsabilizou a empresa de impedi-la de exercer seu trabalho como saladeira, visto que ela causa insegurança e mal-estar em todos os brasileiros.

A juíza da 49ª Vara Cível no Rio de Janeiro, Paula de Menezes Caldas, considerou que Rosemary Matias de Lima não tem legitimidade para defender os interesses de toda a sociedade ou de todos os profissionais de saúde. A magistrada considerou que a Globo não pode ser responsabilizada pela interrupção de atividades econômicas durante a quarentena.

A ação foi anulada pela juíza e a Globo não precisou se defender. A autora do processo não pretende recorrer.

Com informações do Pleno.News.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web