Política

Teresa Britto quer reforço na segurança das cidades do Piauí

Segundo a deputada, o governo está aumentando o contingente, mas as cidades ainda precisam de mais policiais.
12/11/2021 12h08 - atualizado

Na terça-feira (09), a deputada estadual Teresa Britto (PV) voltou a falar sobre a necessidade de reforço na segurança do Piauí, durante sessão na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi).

Segundo a parlamentar, o governo está aumentando o contingente, mas as cidades ainda precisam de mais policiais. Tereza afirma que esteve na região Norte do estado, durante o fim de semana e constatou um empenho da secretaria Estadual de Segurança, que enviou reforço policial para Cajueiro da Praia, mas que isso também deveria acontecer em Teresina.

  • Foto: Divulgação/AlepiDeputada Tereza Britto (PV).Deputada Teresa Britto (PV).

“Estive neste final de semana na região norte do Piauí e lá podemos ver que houve um empenho da Secretaria Estadual de Segurança que enviou um reforço policial para o município de Cajueiro da Praia. Mas isso seria muito bom se acontecesse também nos bairros de Teresina, porque nós percebemos em Cajueiro e em todos os locais que quanto tem polícia o crime é reduzido significativamente. E é isso que nós queremos para Cajueiro da Praia, para Teresina e para os demais municípios do Piauí”, disse.

Na ocasião, o presidente da Alepi, deputado Themístocles Filho (MDB), lembrou que apresentou um requerimento de sua autoria solicitando do Governo do Piauí a aquisição de 200 motocicletas para servir aos trabalhos de patrulhamento de segurança da capital e de outros municípios e pediu que os deputados ajudassem com a destinação de emendas.

“Se cada deputado estadual ajudasse com R$ 50 mil em emendas daria para comprar 60 motocicletas. Os deputados federais e senadores ajudando, também dá pra comprar mais 60 motos. E o Governo do Estado entraria aí com 200 motos. Seria uma grande ajuda para a segurança pública do nosso estado”, declarou.

Cobrança por novas ambulâncias do SAMU

A deputada Teresa Britto também cobrou a Fundação Municipal de Saúde (FMS), para que faça o reparo e adquira novas ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) da capital para atender a população.

“Estamos tento uma cobrança muito grande da população com relação a situação das ambulâncias do SAMU. A maioria estão danificadas e a frota está necessitando de novas ambulâncias e o reparo naquelas que tem condições de fazer esse serviço. O serviço do SAMU é um serviço de emergência, e a população não pode ficar aguardando”, destacou.

Mais na Web