Coronavírus no Piauí

Teresina recebe 9 mil doses da vacina de Oxford contra Covid-19

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) é a responsável pela distribuição e aplicação da vacina na capital, e já estabeleceu os públicos alvos contemplados por este novo lote.
25/01/2021 17h28

Nesta segunda-feira (25), Teresina recebeu mais 9 mil doses da vacina produzida pelo laboratório Astrazeneca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) é a responsável pela distribuição e aplicação da vacina na capital, e já estabeleceu os públicos alvos contemplados por este novo lote.

Este novo lote será destinado aos demais servidores da rede hospitalar que não foram contemplados pelo primeiro lote, da vacina Coronavac. As primeiras doses foram aplicadas nos profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19, seja em hospitais, UBS, SAMU e outros locais. “Vacinaremos mais pessoas de setores hospitalares, mesmo aqueles que não estejam em área covid mas que possam vir a trabalhar”, explica o presidente Gilberto Albuquerque. “Há uma perspectiva de aumento de pacientes com essa doença nos próximos dois meses, assim nós teremos garantido pessoas da saúde para continuar atendendo aqueles pacientes que precisarem da assistência hospitalar”, explica.

O segundo lote vai contemplar ainda setores de exames como radiologia, exames laboratoriais e profissionais de clínicas que estejam em situação de maior risco. “Com esse número de doses que chegou nós vamos chegar em torno de 66% dos servidores da área hospitalar”, explica o presidente.

Assim como na primeira etapa, a FMS está fazendo todo o levantamento interno de seus profissionais que serão vacinados. A lista de vacinados será nominal, com nome completo, cargo e unidade em que trabalham. “Todas essas pessoas serão vacinadas em seus locais de trabalho”, diz Gilberto Albuquerque.

Mais na Web