Política

Thanandra Sarapatinhas faz nova visita ao Zoobotânico de Teresina

Durante a visita, a parlamentar ressaltou que irá judicializar a questão para que os bichos sejam levados para um santuário.
05/07/2021 14h24 - atualizado

Nesse domingo (04), a vereadora e protetora de animais, Thanandra Sarapatinhas, realizou uma visita ao Parque Zoobotânico de Teresina.

Durante a visita, a parlamentar ressaltou que irá judicializar a questão para que os bichos sejam levados para um santuário, caso o próprio zoológico não proporcione um espaço de cuidado aos animais, sem expô-los a visitação.

  • Foto: DivulgaçãoThanandra SarapatinhasThanandra Sarapatinhas

Thanandra Sarapatinhas afirma não ter visto resultados significativos na reforma recentemente feita no espaço, e segundo a parlamentar, as melhorias foram realizadas apenas nas áreas administrativas e de locomoção do público, deixando de lado os locais onde os animais ficam alojados.

“Fiz uma nova visita ao zoológico para novamente levantar alguns pontos que acho errados aqui. O que percebi aqui é que essa reforma, ao invés de ter sido feita para melhoria da vida dos animais, foi feita uma limpeza em algumas áreas, nos locais onde público se reúne. Para os animais em si, não vi nenhuma melhoria”, destacou.

Para Thanandra, o Zoobotânico de Teresina pode ser considerado um presídio, e os animais, seres presos e penalizados injustamente. A vereadora destacou a situação do babuíno, da leoa e da jaguatirica que vivem isolados e em situação decadente, de estresse e sinais extremos de tristeza.

“Os bichos estão todos tristes aqui. O babuíno sozinho, a leoa fazendo o barulhinho dela, gente jogando pau nela. Tem o caso da jaguatirica, que faz os movimentos repetitivos por não ter para onde se movimentar. Eu não entendo qual a vantagem de as pessoas irem para o zoológico visitar os animais presos. Isso é uma prisão perpétua para um bicho que nunca fez mal a ninguém. É desgastante demais esse tipo de visita para mim, ver eles presos em uma tristeza absurda me destrói”, enfatizou.

A proposta da vereadora é que os animais sejam transferidos para santuários, e apesar da gestão do Zoobotânico ser de responsabilidade do Governo Estadual, a protetora se comprometeu a buscar soluções judiciais pela libertação dos animais para um ambiente qualificado.

Além disso, ela também lançou nas redes sociais a hashtag #liberdadezoothe e pediu o apoio da população para a causa.

“Vou tomar as medidas jurídicas e também levantei uma hastg para levar esses animais para um santuário. Por mais que a gente saiba que já não podem ser reintroduzidos na natureza novamente, vamos levar eles para um local para terem uma vida digna, como a ursa Marsha. A Luísa Mel conseguiu tirar ela e deu para perceber que em oito meses ela se transformou, não estava mais estressada pois tinha uma vida boa. Não acho justos os animais ficarem aqui servindo de chacota. Todos livres, felizes e eles presos”, finalizou.

Mais na Web