Política

Themístocles Filho se reúne com ex-secretário Kleber Montezuma

O ex-secretário municipal esteve na Alepi a convite do presidente da casa, na manhã desta terça-feira (6), para uma reunião.
06/07/2021 17h40

Na manhã desta terça-feira (06), o ex-secretário municipal de Educação Kleber Montezuma (PSDB) esteve na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) a convite do presidente da Casa, o deputado Themístocles Filho (MDB).

Na oportunidade, Kleber esclareceu que o encontro com o presidente da Alepi não foi na perspectiva de se fazer um convite para que ele saia do PSDB e entre para os quadros do MDB, no entanto, ressaltou que é sempre bom ouvir aqueles que tem experiência política.

  • Foto: Luis Marcos/ViagoraEx secretário, Kleber MontezumaEx-secretário de Educação Kleber Montezuma (PSBD)

“Eu recebi um convite pra vim aqui do deputado Themístocles. Eu tive militância com ele no MDB, eu era do MDB na época na campanha de Wall Ferraz. É um convite absolutamente natural, ele é uma cabeça privilegiada, do ponto de vista do conhecimento da realidade da política do Piauí. [...] O nosso encontro não foi nessa perspectiva de se fazer convite. Eu fiquei sensibilizado pelo convite de vim conversar com ele”, explicou o ex-secretário.

Questionado sobre alguns convites de filiação que tem recebido, como do PTB e do Cidadania, Kleber afirma que tem conversado com lideranças afirmando que é natural ouvir todas as partes.

“É papel nosso, que fazemos políticas, ouvir as lideranças dos vários partidos. Eu tive conversas e estou tendo conversas com as lideranças do PDT até porque algumas delas são oriundas do próprio MDB e outras sempre estiveram em coligações conosco, como o vereador Evandro Hidd, o professor Charles Silveira que tá migrando para o PDT, e tenho grandes amigos. Assim como o Cidadania do Mário Rogério, que inclusive trouxe o Cidadania e participou da nossa campanha no segundo turno, e como eu disse aqui, o MDB, eu comecei a fazer parte de política partidária no MDB. É natural que a gente converse, é natural que a gente escute”, comentou Kleber.

Mais na Web