Piauí

TSE determina prosseguimento de ação contra Zé Filho e Sílvio Mendes

A denúncia relata abuso de poder político e econômico. O processo chegou ao desembargador Edvaldo Pereira de Moura no dia 07 de março.
  • RAYANE TRAJANO
10/03/2017 12h50 - atualizado

A Ação de Investigação da Justiça Eleitoral, movida pelo Ministério Público contra Zé Filho e Sílvio Mendes, então candidatos ao cargo de governador e vice-governador do Estado, respectivamente, nas eleições de 2014, foi reaberto e reenviado para parecer do Corregedor Regional Eleitoral.

A denúncia relata abuso de poder político e econômico, conduta vedada a agente público, uso de recursos públicos para propaganda institucional durante a campanha eleitoral, favorecendo a chapa de Zé Filho que buscava a reeleição. O Ministério Público Eleitoral pede a declaração de inelegibilidade e aplicação de multa aos dois acusados.

  • Foto: Divulgação/Fms/ FiepiSilvio Mendes e Zé FilhoSilvio Mendes e Zé Filho

O Tribunal Regional Eleitoral havia determinado a extinção do processo sem resolução do mérito quando os juízes entenderam que as provas apresentadas eram ilícitas, porém, o Tribunal Superior Eleitoral, analisando o recurso especial protocolado pelo então governador Zé Filho, reconheceu a licitude das provas obtidas pelo Ministério Público Eleitoral e determinou o prosseguimento do processo.

Nessa terça-feira (07), o processo chegou ao gabinete do desembargador Edvaldo Pereira de Moura para manifestação acerca das acusações.

Resposta

A equipe do VIAGORA tentou contato com o ex-governador Zé Filho e com o presidente da FMS, Sílvio Mendes, nessa quinta-feira (09) e sexta-feira (10), mas as ligações não foram atendidas. 

Mais na Web