Geral

TSE encontra R$ 60 milhões em irregularidades nas contas de candidatos

A maior parte do valor envolve doações feitas por pessoas que não têm emprego formal. Também foram registrados incompatíveis com a renda e doadores que supostamente estariam falecidos.
  • VIVIANE ROCHA
21/11/2020 12h45 - atualizado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) encontrou indícios de irregularidades no valor de R$ 60 milhões nas prestações de contas de candidatos às eleições municipais deste ano. A informação faz parte de uma investigação realizada pelo núcleo de inteligência da Justiça Eleitoral.

A maior parte do valor envolve doações feitas por pessoas que não têm emprego formal. Com isso, houve 9.068 casos que somaram R$ 33 milhões. Também foram registrados R$ 17 milhões em repasses incompatíveis com a renda e 15 doadores que aparecem como falecidos em um sistema de controle de óbitos. Essas irregularidades serão enviadas para providências dos Tribunais Regionais Eleitorais (TRE) e do Ministério Público. 

O grupo de investigação é composto por representantes do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), Receita Federal, Tribunal de Contas da União (TCU), Ministério da Cidadania e outros órgãos.

O TSE encontrou ainda 1.289 prestadores de serviços que são beneficiários do Bolsa Família, além de 1.227 doadores que recebem outros benefícios sociais do governo. E cerca de 925 empresários que são parentes de candidatos receberam R$ 1,6 milhão das campanhas.

Com informações da Agência Brasil.

Mais na Web