Política

"Vamos apoiar Iracema se ela for a candidata ", declara Edson Melo

O vereador afirma que não há imposição no PSDB sobre apoiar o ex-prefeito de Teresina ou a deputada federal.
11/10/2021 17h00

Nesta segunda-feira (11), o vereador Edson Melo falou ao Viagora que não há imposição no PSDB sobre apoiar Sílvio Mendes ou Iracema Portella na candidatura para o Governo do Piauí.

Segundo o parlamentar, o ministro Ciro Nogueira tem afirmado é que, quem estiver se saindo melhor nas pesquisas, na chapa da oposição, será o candidato ao governo e consequentemente o segundo será o vice.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraVereador Édson MeloVereador Edson Melo

“O que o ministro Ciro, a liderança maior das oposições no Piauí tem dito, é que quem da oposição estiver melhor nas pesquisas quantitativas e qualitativas, será o cabeça de chapa”, disse.

O vereador ressaltou que o nome do ex-prefeito Sílvio Mendes é bem avaliado em Teresina e no interior do estado, mas que ninguém descarta a possibilidade da deputada Iracema ou outro pré-candidato ser definido como o candidato ao cargo de governador nas eleições de 2022.

“Hoje, quem está melhor, é o ex-prefeito Sílvio Mendes, que é um nome bem avaliado em Teresina e agora no interior do estado do Piauí, mas ninguém descarta a possibilidade da deputada federal Iracema Portella, do ex-senador João Vicente e outro que venha formar com a oposição”, ressaltou.

Segundo o vereador, caso a deputada Iracema Portella seja a escolhida como cabeça de chapa, ela terá todo o apoio do PSDB. Edson também reafirma que a oposição procura construir uma relação harmônica e unida para conseguir vencer a eleição.

“Ninguém pode vetar ninguém. Nós vamos apoiar a Iracema Portella se ela for escolhida candidata ao governo e trabalhar com ela, e isso eu tenho certeza que o próprio Sílvio tem reafirmado isso em conversas com os correligionários. Nós não temos ansiedade e nem imposição de quem que seja candidato. Nós queremos é formar uma chapa harmônica, unida e que tenha força para ganhar a eleição”, afirmou.

Mais na Web