Polícia

"Vamos fortalecer o policiamento ostensivo" , diz Rubens Pereira

O secretário de segurança pública do Piauí falou sobre o aumento de homicídios em Teresina, nesta quarta-feira (12).
12/05/2021 14h25

O secretário de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI), coronel Rubens Pereira, disse ao Viagora que devido a crescente onda de crimes envolvendo homicídios em Teresina, está sendo feito uma investigação, além de operações de prisões, para acabar com a alta da criminalidade.

Segundo o secretário recentemente, membros das forças de segurança do Piauí se reuniram com representantes do Ministério Público e do Poder Judiciário para tenta chegar a um consenso quanto às ações para inibir a alta nos crimes violentos na capital e no interior.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraRubens Pereira, Secretário de Segurança do PiauíRubens Pereira, Secretário de Segurança do Piauí

"Nós precisamos chegar a essa conclusão após a investigação. Qualquer morte para nós é uma preocupação, e nós estamos investigando, mas são crimes, tanto esses que ocorreram, esses atentados contra os policiais como também quanto os outros cidadãos, são crimes que nos importam enquanto preocupação de segurança pública e nós estamos agindo alinhando estratégias, com as instituições de segurança para reduzir esses indicadores. Nós não queremos que esse espírito da impunidade gere ainda mais violência e violência e violência. Queremos baixar com apoio do Ministério Público, do Poder Judiciário, e das instituições", ressaltou.

Conforme o secretário, essas ações incluem a integração dos órgãos e o diálogo constante com as Polícias Civil e Militar, por serem casos que envolvem, segundo ele, execução.

"Essa foi uma preocupação nossa, nós tivemos no ano passado com a apresentação do anuário do estado do Piauí em relação às mortes violentas intencionais um aumento. Tivemos no início de março, mas logo no final de março e começo de abril tivemos um aumento. O que nos preocupa, é que são mortes que tem algo em comum, que são no caso algumas mortes por homicídio, talvez motivadas, e a hipótese que está sendo levantada é a de execução", explicou.

Para o secretário, é preciso fortalecer o policiamento ostensivo com a Polícia Militar em parceria com a Polícia Rodoviária Federal: "Precisamos saber quem, chegar a esses autores, a essas pessoas que estão fazendo isso, realizando isso. E isso só a investigação vai dizer, mas temos que fazer a investigação e montar as operações de prisões, que essas pessoas que foram presas agora, são pessoas perigosas, de uma periculosidade muito grande e oferecem muitos riscos a sociedade, precisamos e vamos fortalecer o policiamento ostensivo nessas regiões com a Polícia Militar em parceria com a Polícia Rodoviária Federal”, finalizou.

Mais na Web