Piauí

Vereadores denunciam ao MP jogos de azar em São Francisco de Assis do Piauí

Os vereadores Paulo Jorge da Costa (PT) e Josivan Lucas de Barros (PT), protocolaram um ofício junto ao orgão ministerial.
21/06/2021 11h38 - atualizado

Na última sexta-feira (18), os vereadores da cidade de São Francisco de Assis do Piauí, Paulo Jorge da Costa (PT) e Josivan Lucas de Barros (PT), protocolaram um ofício junto ao Ministério Público (MPPI), por meio da comarca de Simplício Mendes, denunciando a prática de jogos de azar na cidade, como jogo do bicho e máquinas caça-níquel.

Ao Viagora, o vereador Paulo Jorge explicou que foi observado que estes jogos de azar estavam sendo praticados na cidade e que não está sendo realizada uma fiscalização por parte das autoridades para inibir a prática, que é considerada crime. O parlamentar destaca ainda que a denúncia apresentada à comarca de Simplício Mendes tem como objetivo solicitar que o Ministério Público tome as devidas providências.

“Isso está constatado pela movimentação que a gente observa. A gente vê muita movimentação nesse aspecto. Nosso objetivo é provocar o Ministério Público para que ele tome as providencias no sentido de coloca em prática a fiscalização. Seria uma questão da Polícia Militar, que eu acredito que quem faz essa parte de averiguar essas coisas é a Polícia Militar, só que infelizmente foi observado aí que não está ocorrendo”, explica o vereador.

Com base no documento apresentado pelos parlamentares, eles destacam ainda que além da prática ilegal os estabelecimentos que promovem os jogos de azar não estão seguindo as recomendações dos órgãos de saúde para evitar a propagação da Covid-19.

“Ressalte-se, Excelência que, em virtude da Pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19), todas as medidas de proteção emitidas pela OMS e demais Entidades de Saúde são desobedecidas nos estabelecimentos organizadores desses jogos”, diz um trecho do documento.

Outro lado:

A reportagem procurou a Polícia Militar do Piauí sobre o assunto e a instituição informou através da assessoria que irá aguardar o Ministério Público se manifestar sobre o caso para posteriormente emitir um esclarecimento.

Confira o Ofício enviado ao Ministério Público:

  • Foto: DivulgaçãoOfício enviado ao Ministério PúblicoOfício enviado ao Ministério Público

Mais na Web