Piauí

Vigilância Sanitária alerta fabricantes de galões sobre cuidados

Um regulamento foi encaminhado à empresas fornecedoras do estado por conta de irregularidades na produção de galões de água.
  • DA REDAÇÃO
20/09/2019 08h05 - atualizado

A Vigilância Sanitária está encaminhando para indústrias de água mineral do Piauí um protocolo de medidas a serem adotadas pelas empresas na produção dos garrafões. O protocolo foi imposto após constatações de irregularidades envolvendo o prazo de validade expirado do produto no estado.

De acordo como documento enviado, as empresas devem cumprir as normas vigentes referente a industrialização, distribuição e comercialização de agua bem como o prazo de validade dos garrafões. O descumprimento das obrigações instituídas nas legislações acarretará as penalidades previstas em leis, como explica a diretora da Vigilância Sanitária do Piauí, Tatiana Chaves. “Essas medidas estão nas normas vigentes citadas na Resolução da Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária instaurada em outubro de 2017 e também na Portaria N° 128 de Março de 2011”, afirma.

A Vigilância Sanitária solicita ainda das empresas, a intensificação das inspeções visuais durante o recebimento dos garrafões. “É necessário que durante o recebimento, as empresas verifiquem a data de validade, possíveis rachaduras, remendos, deformações internas e externas no gargalo, alterações de odor e cor, ou quaisquer outras alterações que possam comprometer a qualidade higiênico-sanitária da água”, destacou a diretora.

É importante que o consumidor também fique atento à qualidade do produto, durante a compra a diretora recomenda que confira as datas de fabricação e validade dos garrafões que devem estar expostas na parte superior e inferior de cada galão.

Mais na Web