Política

Wellington Dias diz que vai depor voluntariamente na CPI da Covid

O chefe do executivo estadual declarou que o Brasil corre o risco de ter uma 3ª onda e, por conta disso, é preciso união para enfrentar a pandemia.
27/05/2021 10h28 - atualizado

Após ser convocado juntamente com outros oito governadores para prestar depoimentos na CPI da Covid no Senado Federal, o governador Wellington Dias afirmou nessa quarta-feira (26), que sempre se colocou à disposição para prestar informações.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o governador garantiu que irá colaborar com o trabalho dos senadores e afirmou que a CPI investiga uma tragédia no Brasil.

"Reconhecemos a CPI do Senado importante para investigar essa tragédia que aconteceu no Brasil, mas tenho também a esperança que seja um instrumento para a gente acertar o passo e salvar vidas no Brasil", disse.

O chefe do executivo estadual afirma ainda que está se colocando voluntariamente para comparecer e contribuir com informações e esclarecimentos necessários.

"Eu compareci com os membros da comissão e me coloquei voluntariamente como governador e coordenador do Fórum dos Governadores para ali comparecer e contribuir com informações e esclarecimentos, mas principalmente para que a gente possa encontrar um caminho", afirmou.

Wellington Dias declarou ainda que o Brasil corre o risco de ter uma 3ª onda da Covid-19 e, por conta disso, é preciso união para enfrentar a pandemia.

"Temos o risco de uma nova onda e precisamos ter medidas preventivas, precisamos de mais vacinas para salvar vidas e é esse caminho que temos que unir todos. Da minha parte, tendo chamamento para comparecer à CPI com base na lei, ali comparecerei para contribuir e, principalmente para apontar caminhos para salvar vidas", declarou.

Mais na Web