Piauí

Wellington Dias entrega 10 mil tablets para estudantes

Conforme a Seduc, a prioridade é atender os alunos mais vulneráveis, aqueles com dificuldade de conexão e que tiveram acesso aos conteúdos escolares por meio de material impresso.
30/08/2021 18h15 - atualizado

Nesta segunda-feira (30), o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), realizou a solenidade de entrega dos primeiros 10 mil tablets para estudantes que estão concluindo o Ensino Médio, matriculados em escolas da rede estadual, inscritos no Enem e com dificuldade de conexão.

Conforme a Seduc, a prioridade é atender os alunos mais vulneráveis, aqueles com dificuldade de conexão e que tiveram acesso aos conteúdos escolares por meio de material impresso. Ao final do ano letivo, os alunos precisam devolver os tablets para a escola.

  • Foto: DivulgaçãoGoverno do Piauí entrega 10 mil tabletsGoverno do Piauí entrega 10 mil tablets

Para o governador Wellington Dias, os tablets são importantes para garantir a esses estudantes a mesma base de dados dos demais alunos.

“Os alunos de regiões rurais mais distantes têm acesso ao material escrito, mas com a pandemia as aulas virtuais foram muito intensificadas e esses jovens passaram a ter mais dificuldade de acesso à educação, portanto os tablets são importantes para garantir que eles tenham a mesma base de dados dos demais alunos. É uma vitória que vai permitir o avanço da educação no Piauí”, afirmou.

Segundo secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, o objetivo é garantir que o estudante de fato tenha acesso a todo o material virtual que é produzido.

“São muitas as aulas produzidas no ambiente virtual, mas existe um grupo de alunos que tem dificuldade de acesso. Já distribuímos chips, mas em alguns locais não há cobertura da operadora. O objetivo é inserir os tablets no modelo pedagógico para que os estudantes possam levar o equipamento para casa. É mais um passo para qualificar a aprendizagem dos nossos estudantes”, destacou.

Para a vice-governadora, Regina Sousa, com os tablets os estudantes podem disputar uma vaga no Enem de igual para igual. “Tudo o que é feito para beneficiar os mais pobres é social, então a educação passa pelo social com a inclusão digital dos jovens mais vulneráveis. Com os tablets, esses alunos vão se preparar melhor para o Enem e competirão de igual para igual. É um grande avanço na educação, precisamos cada vez mais incluir os estudantes pobres nas universidades”, pontuou.

  • Foto: DivulgaçãoEntrega de tabletsEntrega de tablets

O coordenador do PRO Piauí e secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fontelles, destacou que a entrega dos tablets é mais uma ação do PRO Piauí Educação.

“Temos recursos na ordem de R$ 2 bilhões assegurados para diversas ações na área da educação e esta chega para que os alunos tenham menos prejuízos causados pela pandemia. O Piauí é um estado que trabalha há muito tempo com a mediação tecnológica, propiciando ensino de qualidade nos mais diversos locais do estado. Quando a pandemia teve início essa estrutura do Canal Educação foi muito útil para atravessar esse conturbado período. Continuaremos com os investimentos para que que todos os alunos da rede estadual possam ter a mesma oportunidade”, disse.

Para o Francisco Ryan, estudante do Ceti Nossa Senhora da Conceição, do município de Barras, o tablet proporcionará uma nova realidade.

“Eu sonho em ser arquiteto e o tablet me ajudará muito para acompanhar as aulas. Tenho que sair da zona rural para a cidade para entregar as tarefas, agora posso fazer tudo virtualmente. Agradeço pela iniciativa, certamente vai facilitar a vida de muitos jovens que vivem na zona rural e que acabam tendo menos chances do que os demais”, contou.

Projeto Aluno Monitor

Na solenidade de entrega dos tablets também foi lançado o Programa Aluno Monitor, em que estudantes da 3ª série do Ensino Médio, selecionados pela escola, com base no desempenho educacional e assiduidade, se utilizarão do equipamento para auxiliar os demais colegas no processo de aprendizagem e reforço dos conteúdos.

Dos 10 mil tablets, 1.870 serão destinados aos alunos monitores e cada escola deverá selecionar dois estudantes de cada turma.

O aluno monitor deverá participar assiduamente da implementação das ações propostas no projeto e certificação de acordo com seu desempenho. Se tiver avaliação satisfatória pelos gestores escolares e professores, o aluno monitor ficará com o tablet como premiação.

Mais na Web